Servidores públicos, estudantes e bancários participam de um ato público nesta quarta-feira (02), em frente ao Hospital Walfredo Gurgel. O ato pede a saída de Temer, denunciado por corrupção, e denuncia as reformas da Previdência e trabalhista. A manifestação é convocada pelas centrais CUT, CSP-Conlutas e Intersindical, além de diversos sindicatos, como o Sindsaúde, Sinte, Sinai e SindBancários.

Atos semelhantes estão sendo marcados em diversas capitais. Em alguns lugares, os manifestantes irão acompanhar o voto dos deputados em telão. “Somente 5% da população apóia este presidente. Ele precisa sair, junto com as reformas e todos os corruptos. Vamos denunciar os parlamentares que votarem a favor de Temer”, afirmou Manoel Egídio Jr, coordenador geral do Sindsaúde-RN.

O ato também será uma manifestação de solidariedade à greve dos servidores da saúde estadual, iniciada no dia 30 de junho, exigindo o pagamento em dia, a retirada do projeto que reajusta o desconto ao Ipern e uma pauta específica. Após um mês de greve, ainda não ocorreram avanços nas negociações. Uma próxima audiência está marcada para esta quinta-feira (03), com o secretário estadual de Saúde, George Antunes.

ATO – Fora Temer e as reformas
Quarta, 02 de agosto
Concentração: 08h – Em frente ao Hospital Walfredo Gurgel

DEIXE UMA RESPOSTA