Retomada: Sem vacina contra Covid-19 professores não voltam a salas de aulas

O governador de São Paulo, João Doria, e a Secretaria de Estado de Educação anunciaram o retorno das aulas na rede pública de SP em setembro, com rodízio de alunos e de forma gradual. Agora, professores estaduais ameaçam greve contra a reabertura de escolas durante a pandemia. 

Os docentes citam falta de segurança e são contra retomada em setembro. Escolas privadas querem voltar antes, mas os professores da rede estadual de São Paulo ameaçam entrar em greve contra a volta gradual das aulas e avaliam como “prematura” e “incerta”, o que pode levar à paralisação da categoria.

OPINIÃO DO BLOG ANTENADO

A ameaça dos sindicatos dos professores de não darem aulas até que a vacina seja aprovada é tão assustadora e devastadora quanto o coronavírus. São os males do sindicalismo de trabalhadores com estabilidade de emprego e renda garantida contra o direito à educação de crianças que não são relevantes. Se já temos uma educação péssima com as escolas funcionando. Imaginemos sem ela. Será o apagão total da educação brasileira. É bem verdade que o risco de contágio para os professores ainda assombra em razão das incertezas diante do controle da pandemia. Mas é preciso achar um meio termo. As vidas importam e a educação também.

Eugênio Bezerra

Jornalista, editor, blogueiro, redator, apresentador, comunicador, radialista e outras coisas mais...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *