Período Letivo Suplementar Excepcional oferta 1100 turmas na UFRN

A Superintendência de Informática (Sinfo) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) registrou um total de 43.333 mil solicitações de matrículas em 1.100 turmas para o Período Letivo Suplementar Excepcional (PLSE), após as matrículas regulares e extraordinárias. A oferta facultativa de componentes curriculares para os cursos de graduação está previsto para terminar em 29 de julho.

Atualmente, a instituição de ensino possui 29 mil alunos de graduação. Desse total, 19.110 mil discentes efetuaram 43.333 solicitação de matrícula, das quais 33 mil matrículas foram deferidas para 18.600 estudantes. Como a oferta ocorre de forma excepcional e não obrigatória, nem todos os componentes curriculares foram oferecidos e os alunos que não participarem das atividades remotas têm suas matrículas garantidas, para quando for possível retomar as aulas presenciais do calendário 2020.1.

O PLSE aparece como 2020.5 no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), visto que a plataforma já identificava o 2020.3 e 2020.4 como períodos de cursos de férias. Na avaliação do gerente de Projetos do SIGAA, Júlio César dos Santos, o período suplementar se mostrou 22 vezes maior que um período de férias, que  tem em média 50 turmas abertas. Além disso, “aproximadamente, 60% dos discentes da UFRN solicitaram matrícula no período suplementar”, contabiliza.

Fonte: UFRN

Eugênio Bezerra

Jornalista, editor, blogueiro, redator, apresentador, comunicador, radialista e outras coisas mais...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *