Um pastor e músico norte-americano que chamou o novo coronavírus de “histeria coletiva” foi uma das vítimas de covid-19 nos Estados Unidos. Segundo a ABC, ele morreu devido a complicações da doença anteontem, na Carolina do Norte.

Landon Spradlin, de 66 anos, da Virgínia, acreditava que a covid-19 não era tão perigosa quanto está sendo noticiada pela mídia e que os veículos usavam a doença para atacar o presidente Donald Trump.

Fonte: Portal UOL

DEIXE UMA RESPOSTA