Justiça bloqueia mais de R$ 48 mi da compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste

Os respiradores que foram comprados para utilização nos hospitais de campanha dos estados do Nordeste, através do Consórcio Nordeste, estão agora em um novo contexto: há, agora, uma ação judicial por não ter sido feita a entrega dos equipamentos, mesmo depois de ter sido pago mais de R$ 48 milhões. 

O “calote” recebido pelos estados, devido à compra de respiradores pulmonares à empresa paulista Hempcare Pharma, fez com que a Justiça Federal da Bahia determinasse o bloqueio das contas da empresa e de seus dois sócios, além de outras empresas que estejam em seu nome. O processo está em segredo de Justiça e foi movido pelo Estado que preside o Consórcio Nordeste, a Bahia.

O Governo do Rio Grande do Norte, que fez parte do rateio dos recursos, antecipando quase R$ 5 milhões, informou que enviou ao Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) toda a documentação da transação para que tome as providências que achar oportunas.

Eugênio Bezerra

Jornalista, editor, blogueiro, redator, apresentador, comunicador, radialista e outras coisas mais...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *