O governo vai rever as desonerações na folha de pagamento da maioria dos setores. Por serem grandes empregadoras, empresas de transportes, comunicação e construção civil não serão afetadas. Além disso, haverá um corte de R$ 42,1 bilhões no Orçamento. 

A medida deve causas impacto negativo no emprego. Para empresários, fim do incentivo pode levar a corte de vagas. 

Para os econonomistas de plantão e também desconfio que essa corrida dramática para cobrir déficit aponta para as contas desorganizadas do governo Temer que tenta buscar dinheiro onde pode. 

DEIXE UMA RESPOSTA